Artigos

Comunhão Diária

por Gabriel Victor - Estudante

A Comunhão Diária é uma prática antiga, porém belíssima da Igreja. Atualmente, porém às vezes é tida como “exagero”. Será?

A tradição da comunhão diária e, principalmente, da celebração eucarística diária presidida pelo sacerdote estava presente na Igreja latina, do Ocidente. Todavia, com o passar dos tempos, esses bons hábitos foram se perdendo e deram lugar aos escrúpulos, às dificuldades, de tal forma que a Eucaristia diária tornou-se um prêmio para aqueles que eram santos e não um alimento que santificava e continua santificando.

No intuito de romper essas barreiras, o Papa Pio X, intitulado “o Papa da Eucaristia”, providenciou dois documentos importantíssimos para a Igreja. O primeiro deles, Sacra Tridentina Synodos, detalha a disposição que deve-se cultivar para comungar todos os dias. Dentre os benefícios espirituais listados, a comunhão é alimento e força para que a pessoa vença os pecados veniais, portanto, embora aconselhável, não é necessário que o fiel esteja livre dos pecados veniais para comungar. De fato, é preciso estar em estado de graça, ou seja, livre de pecado mortal. O segundo documento é o Quam Singulari, através do qual o Papa permitiu e incentivou que as crianças se aproximassem da comunhão tão logo adentrassem à idade da razão, ou seja, por volta dos sete anos.

A comunhão diária é aconselhada por vários Santos e Papas da Igreja, é alimento para a Alma e para o corpo, sustento do pecador que busca a Deus. Os Santos Padres, quando comentavam sobre o Pai-Nosso, diziam que “o pão nosso de cada dia nos dai hoje” significava, sobretudo o pão diário da Palavra de Deus meditada e o pão diário da Eucaristia.

O Catecismo da Igreja Católica reforça esse conselho, em trecho que diz: “mas recomenda-lhes vivamente que recebam a santa Eucaristia aos domingos e dias de festa, ou ainda mais vezes, mesmo todos os dias.” (Cat. nº1389)

Você também pode comungar diariamente!

Em nossa paróquia o hábito da Comunhão Diária pode ser vivenciado nas celebrações da Palavra que ocorrem na comunidade Matriz, de segunda a sexta às 15h00 e na Missa do primeiro sábado de cada mês às 9h (Missa dedicada à Imaculada Conceição). Aos domingos às celebrações eucarísticas ocorrem às 7h00, às 10h00 e às 19h00.

Venha vivenciar uma experiência nova com Cristo!

 

Gabriel Victor

Estudante

Membro da Pastoral da Comunicação

Compartilhe: