Notícias

Festa de São Vicente de Paulo

24 de setembro de 2017

Exemplo de humildade, Santo de uma devoção impregnada no povo brasileiro e que seu carisma persiste à quatro séculos, São Vicente de Paulo nos ensina que a verdadeira caridade abre os braços e fecha os olhos. Quem nos conta a bela história desse santo é o vicentino João Paulo Madeira, da Conferência São Pedro:

São Vicente de Paulo foi um sacerdote francês que já foi submetido mais de duas vezes á escravidão. Desde pequeno tinha vontade de ajudar os pobres, os doentes, e levar a paz . Quando pequeno, era pastor de ovelhas e cuidava dos porcos e, anos depois (1965), fundou uma congregação de caridade.

Tempos após a morte de São Vicente, o Beato Frederico Ozanan juntamente com outros irmãos, em honra ao carisma de caridade de São Vicente fundaram a Sociedade de São Vicente de Paulo. Para nós enquanto Vicentinos, isso é muito importante, num mundo capitalista que só pensa no querer ter e não no querer partilhar, seguir a imagem de São Vivente de Paulo é simplesmente colocar a nossa fé toda nas mãos de Deus e ter confiança, entregar a nossa vida a pobreza, para que o outro também sendo pobre em espírito, mas rico nas bençãos de Deus.

Hoje a Sociedade tem um livro de regras, este nos ensina o que devemos fazer e como fazer doações de alimentos, medicamentos, muitas vezes de passagens de ônibus, quando alguém se encontra em uma casa em situação de risco, custeamos uma residência a esta pessoa ou uma reforma na casa atual, além do carisma espiritual. Para nós é muito importante viver como diz Paulo: Viver a Fé e a Caridade, sem ambas conciliadas não conseguiremos alcançar o reino dos céus.

João Paulo nos recorda ainda de uma bela história da vida do santo:

“Tem uma história verídica de São Vicente de Paulo que fala assim: São Vicente estava numa rua próxima a um local aonde fazia um trabalho social com moradores de rua, e neste momento passou uma carruagem real, aonde ia o príncipe. Vendo que era uma ótima oportunidade para pedir esmolas para os mendigos, conseguiu furar a barreira real e parrar o carro, e virando para o príncipe perguntou: O que você pode me dar para ajudar os meus filhos mendigos? Com cara de desprezo, ele cuspiu na mão do pobre sacerdote. Porém, em sua humildade São Vicente fecha a mão, a coloca dentro do bolso e diz: Esta contribuição foi a mim, um simples servo, agora estendo a outra mão e peço: o que você pode dar aos meus filhos mendigos?  A partir deste momento, o príncipe se torna um dos maiores colaboradores para a obra de São Vicente de Paulo”

Achou bela a história? Então venha participar do tríduo e festa em honra a São Vicente de Paulo:

Compartilhe: