A Paróquia


A caminhada de fé da Paróquia São José e São Gabriel data da década de 1960, quando os primeiros moradores do recém-criado bairro Milionários se uniram em um pequeno grupo de oração pelas casas. Naquela época, a igreja de referência mais próxima era a então Paróquia São Paulo da Cruz, sob a coordenação dos missionários Passionistas, congregação a qual pertencia Padre Flávio, que presidiu a celebração da primeira Missa no novo bairro.

Na década de 1970 a comunidade do Milionários passou a se reunir no salão da Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP) construído com o esforço dos moradores e ainda hoje localizado no mesmo local, à Rua Alfredina Amaral. Posteriormente, instalou-se uma pequena capela na rua Dona Luiza, nas proximidades da Escola Estadual Celso Machado. Nesse período, a capela do Milionários era uma das comunidades vinculadas à Paróquia São Paulo da Cruz. O bairro expandiu-se rapidamente ano após ano, tornando-se uma região amplamente residencial, com grande número de cristãos católicos. Foi nesse contexto que se iniciou a construção da sede definitiva da igreja. Em 19 de agosto de 1984 Dom Serafim Fernandes de Araújo, então Arcebispo Metropolitano, presidiu a celebração na qual abençoou-se a pedra fundamental do projeto, cuja construção contou com o trabalho voluntário de dezenas de membros da comunidade, colaborando nas diversas etapas do projeto.

Com a obra concluída em 1988 inaugurou-se então a Igreja de São José e São Gabriel Passionista, ainda como uma comunidade. A igreja recebeu como padroeiros São José, pai de Jesus e esposo de Maria, santo de grande devoção na comunidade; e São Gabriel da Virgem Dolorosa, jovem irmão Passionista canonizado como o “santo do sorriso”. Pouco mais tarde, em 13 de novembro do mesmo ano, a Arquidiocese, em missa solene presidida também por Dom Serafim sagrou a igreja como paróquia e designou o padre Passionista italiano Paolo Petricca como o primeiro pároco. Mais tarde, em 1992, o Padre Gabriele Cipriane assumiu a paróquia e deu continuidade ao trabalho de seu antecessor.

Em 1995 a Congregação Passionista entregou a paróquia aos cuidados da Arquidiocese de Belo Horizonte que em 5 de novembro daquele ano designou o padre Jorge (Jerzy) Wydrych, polonês, como novo pároco. Hoje a paróquia caminha com sete comunidades e grande número de paroquianos perseverando a caminhada de fé iniciada há tantas décadas.

Calendário

julho 2018

dom seg ter qua qui sex sáb
1
  • Missa / Celebração da Palavra
  • Encontro de Crisma
  • Missa / Celebração da Palavra
  • Missa / Celebração da Palavra
2
  • Terço dos homens
3
4
  • Grupo de Oração
5
  • Celebração da Palavra
6
7
  • Encontro de Crisma
  • Encontro de Crisma
8
  • Missa / Celebração da Palavra
  • Encontro de Crisma
  • Missa / Celebração da Palavra
  • Missa / Celebração da Palavra
9
  • Terço dos homens
10
11
  • Grupo de Oração
12
  • Celebração da Palavra
13
14
  • Encontro de Crisma
  • Encontro de Crisma
15
  • Missa / Celebração da Palavra
  • Encontro de Crisma
  • Missa / Celebração da Palavra
  • Missa / Celebração da Palavra
16
  • Terço dos homens
17
18
  • Grupo de Oração
19
  • Celebração da Palavra
20
21
  • Encontro de Crisma
  • Encontro de Crisma
22
  • Missa / Celebração da Palavra
  • Encontro de Crisma
  • Missa / Celebração da Palavra
  • Missa / Celebração da Palavra
23
  • Terço dos homens
24
25
  • Grupo de Oração
26
  • Celebração da Palavra
27
28
  • Encontro de Crisma
  • Encontro de Crisma
29
  • Missa / Celebração da Palavra
  • Encontro de Crisma
  • Missa / Celebração da Palavra
  • Missa / Celebração da Palavra
30
  • Terço dos homens
31