Pastorais e Movimentos

As Pastorais e Movimentos da Igreja Católica estão a serviço da vida cristã plena. Ambos têm modos de atuação e organização específicos, porém o ponto comum é evangelizar e agir para que o Evangelho seja proclamado e vivenciado por todos.

Na paróquia São José e São Gabriel Passionista os vários movimentos e pastorais são a essência da ação missionária. Em todas as comunidades os grupos se organizam, promovem encontros, formações e trabalhos em nível paroquial e comunitário.

Pastoral da Liturgia

O termo liturgia vem da palavra grega leitourgia e é composta de dois elementos: leitos, que quer dizer público, e érgein, que significa fazer. Na história da Igreja, a liturgia assumiu o significado de função sacerdotal e de serviço ritualístico. Na caminhada da Igreja a liturgia é a ação do Povo de Deus, reunido em Jesus Cristo, na comunhão do Espírito Santo.

Nesse sentido, a Pastoral da Liturgia preza pela organização e harmonia da dimensão celebrativa. A liturgia é ação de Cristo na Igreja e está presente na Missa ou Celebração Eucarística e nas celebrações dos Sacramentos (batismo, crisma, eucaristia, penitência, unção dos enfermos, ordenação, matrimônio), dos Sacramentais (bênçãos, encomendação dos mortos), da Palavra ou Culto, da Liturgia das Horas e do Ano Litúrgico.

(31) 3383-8272

R. Maurílio Gomes da Silveira, 826 - Milionários

Pastoral da Acolhida

A Pastoral da Acolhida acolhe as pessoas da comunidade paroquial. É parte integrante do processo de evangelização da paróquia, porque ajuda a revelar, nos seus membros e nas ações por  ela desenvolvidas, o rosto acolhedor de Jesus, cheio de misericórdia e compaixão. É uma ação concreta que ajuda as pessoas a se sentirem mais importantes, a se verem como filhos e filhas de Deus, que são amados e queridos por outros  irmãos.

Acolher significa oferecer refúgio, proteção ou conforto. A Pastoral da Acolhida, mostra, portanto, com gestos e palavras que a comunidade paroquial é o espaço onde se pode encontrar essa o amor de Cristo e dos irmãos.

(31) 3383-8272

R. Maurílio Gomes da Silveira, 826 - Milionários

Apostolado da Oração

O Apostolado da Oração é um movimento religioso composto por leigos católicos. A finalidade é a santificação pessoal e a evangelização das famílias com especial devoção ao Sagrado Coração de Jesus. O sentido do apostolado é a doação a Deus, pelo conhecimento da palavra, pela oração, pelo oferecimento diário e pela fidelidade à igreja.

No livro dos estatutos do AO, encontramos esta definição: “O AO constitui a união dos fiéis que, por meio do oferecimento cotidiano de si mesmos, se juntam ao Sacrifício Eucarístico, no qual se exerce continuamente a obra de nossa redenção, e desta forma, pela união vital de Cristo, da qual depende a fecundidade apostólica, colaboram na salvação do mundo”.

A fita, que os membros do Apostolado da Oração usam é o sinal de pertença e entrega da parte daqueles que foram chamados para servir ao Sagrado Coração de Jesus. A cor vermelha é o sangue, a vida de doação plena que o Senhor entregou por cada um de nós. A medalha tem o Sagrado Coração de Jesus, a nos lembrar sempre do quanto Ele nos ama.

Pastoral do Batismo

A Pastoral do Batismo ministra momentos de espiritualização sobre o Sacramento do Batismo à luz do anúncio da Boa Nova. O objetivo da Pastoral é conscientizar pais e padrinhos sobre o valor do batismo e demais sacramentos. Atualmente, o esforço pastoral segue no sentido de mostrar que o batismo seja, cada vez menos, um rito puramente tradicional e social, e cada vez mais uma entrada consciente do homem para o mundo de Cristo e seu Evangelho.
Ao desejar batizar uma criança, antes de tudo deve-se ter consciência de que a graça batismal é uma realidade rica que produz o nascimento para a Vida Nova, pelo qual o homem se torna filho adotivo do Pai, membro de Cristo, herdeiro do Reino de Deus e templo do Espírito Santo.

Congregação Mariana

A Congregação Mariana é uma comunidade de vida cristã entregue à solicitude maternal de Maria, procurando a santificação e o desenvolvimento apostólico de seus membros, através de uma espiritualidade centrada em Jesus Cristo e no seu mistério pascal. As pessoas que dela participam, se consagram a Maria Santíssima, Mãe de Deus e nossa Mãe, de modo a que possam realizar em plenitude uma vida cristã autêntica, vivendo um cristianismo autêntico e adulto. O que a Congregação Mariana tem de peculiar, é que seus membros buscam a santificação pessoal e do próximo, tendo por modelo Maria Santíssima. A quem amam e veneram como Mãe e modelo. Adquirem a consciência de que muito agrada a Deus, que a Ele cheguemos, conduzidos pelas mãos de sua própria Mãe. O(a) Congregado(a) Mariano(a) se consagra livre e conscientemente a Maria, prometendo amá-la e servi-la, procurando através do seu exemplo e seus conselhos, que outras pessoas também venham a fazer o mesmo.